A RAiZ e as Eleições 2016

  • 26 de Agosto de 2016

Este é um ano importante para a RAiZ - Movimento Cidadanista. Ao mesmo tempo em que iniciamos a campanha para a legalização de nosso movimento, aprofunda-se as consequências antidemocráticas do golpe parlamentar, com as tentativas cada vez mais ousadas de destruição de direitos sociais e políticos já consagrados.

A RAiZ - Movimento Cidadanista quer ser parte da construção de uma Brasil mais generoso e contribuir para a mudança política e radicalização da democracia no país. Por isso, participamos destas eleições de várias maneiras, incluindo filiações solidárias em partidos já existentes, o que garantirá um lugar central em algumas grandes disputas, como nas eleições pela prefeitura de São Paulo com Luiza Erundina, e por vagas no legislativo municipal em vários estados do país pro meio da construção de frentes cidadãs junto a outros partidos e movimentos sociais comprometidos com os mesmos ideais.

Por ser um momento importante na conjuntura brasileira, a RAiZ - Movimento Cidadanista, através dos seus diversos círculos temáticos e territoriais locais não apóia e nem apoiará candidatos e coligações construídas com partidos de direita, os quais patrocinam a quebra dos direitos sociais e políticos do povo brasileiro e avançam na sociedade com uma pauta reacionária contra as mulheres, os indígenas, a população LGBT, contra os mais fracos e frágeis.

A identidade nacional da RAiZ é muito importante para nós. Nosso movimento se constrói sobre princípios que consideramos como a nossa alma e que tem a ver com a cultura, a sociedade e o chão de nosso país e de nosso povo: a filosofia Ubuntu africana, que resiste e combate o hiperindividualismo de nossos dias; a tradição do Teko Porã, o Bem Viver dos nossos irmãos guaranis, que resgata a dimensão comunitária do viver social em harmonia com a natureza, sem consumismo e alienação; e o princípio do Ecossocialismo, originário do pensamento dos nossos irmãos europeus e que contém uma critica radical e contundente do capitalismo.

Com base nesses princípios, rejeitamos qualquer cálculo eleitoral que nos faça incluir partidos emblemáticos do campo conservador e reacionário em alianças eleitorais locais. Não iremos fortalecer nem participar com nossos integrantes de coalizões esdrúxulas que misturam campos que concretamente se opõem. O povo, os(as) trabalhadores(as) da cidade e do campo, os movimentos sociais urbanos e rurais serão as grandes vítimas de uma direita fortalecida e legitimada pelas urnas.
É tempo de resistir. Tempo de criar, cantar e dançar a transformação.

Tempo de semear um Brasil novo!


Compartilhe esse artigo:

Últimas notícias


Dois anos sem Eduardo Galeano: "RECORDAR: Do latim re-cordis, voltar a passar pelo coração..."

  • 13 de Abril de 2017

Em tempos de intolerância e injustiças recordar e voltar a ler Galeano é sempre um sopro de esperança.Leia mais




Nhanderú no comando: a retomada Mbya-Guarani de Maquiné – RS

  • 06 de Abril de 2017

Confira um artigo sobre a retomada guarani na área da extinta FEPAGRO, em Manquiné no Rio Grande do SulLeia mais




Sociocracia: como tomar boas decisões coletivas?

  • 27 de Março de 2017

Entrevistamos a jornalista e educadora ambiental Henny Freitas para falar dessa ferramenta que vem sendo utilizada por organizações e redes pelo mundo. ...Leia mais

Princípios da RAiZ

UBUNTU

“Eu sou porque você é”, “nós somos porque você é e eu sou”. Importante é a dignidade de todas as pessoas.

Leia mais

TEKO PORÃ

Somos “parte” da natureza e, para nossa própria sobrevivência como espécie, há que romper de uma vez por todas com a ideia de que podemos continuar vivendo “à parte” da natureza.

Leia mais

ECOSSOCIALISMO

Não temos o direito de seguir roubando o futuro dos que estão por vir. Para reverter este processo, o único caminho é a Revolução Ecológica.

Leia mais

CONSENSO PROGRESSIVO

Você sabe o que é Consenso Progressivo ? Veja aqui o GUIA que preparamos.

Leia mais

Entre em contato

© 2017. «Raiz Cidadanista».