8 de Março - Dia Internacional da Mulher

  • 07 de Março de 2016

Um dia para ser comemorado, não com flores, bombons ou tratamentos estéticos, como impõe a mídia consumista, mas com muita luta e organização das mulheres, pois em que pesem algumas conquistas obtidas, muito há que se avançar para que possamos falar em igualdade de direitos entre homens e mulheres. Conquistamos o direito ao voto, mas não conquistamos os cargos políticos, somos a maioria do eleitorado do país e a minoria boa mandatos eletivos de toda natureza. Temos assegurado o direito de ir e vir, mas se 'ousamos' sair na rua à noite, sozinhas (duas mulheres juntas são consideradas sozinhas, pasmem!) nossa integridade já não está assegurada. T

emos leis que coíbem a violência contra a mulher como a Lei Maria da Penha e a Lei do Feminicídio mas assistimos cotidianamente a violação e mutilação do corpo e da vida das mulheres. Conquistamos o direito de estudar, de trabalhar mas ainda assim, tendo muito mais horas de estudo e muito mais qualificação que os homens, recebemos menores salários, ocupamos os empregos mais precarizados e somos ainda as principais responsáveis pelo trabalho doméstico não remunerado. Temos o direito de parir, mas não como gostaríamos, não de forma natural, humanizada, somos o país que mais realiza cesáreas no mundo! E quando brigamos (literalmente) para ter nosso parto normal ainda somos violentadas verbalmente, fisicamente com cortes não autorizados, como a episiotomia. O direito de amamentar (que nem deveria se questionado, deveria ser um direito natural) também nos é mitigado.

São inúmeros levantes contra este ato de amor, de nutrição, de vida. E tudo não passa do regramento machista de querer controlar o corpo da mulher, de dizer quando, onde e como ele deve ser exibido. Somos utilizadas como atrativo sexual para a venda de uma infinidade de produtos. Mas estamos aqui pra gritar que nosso corpo não é mercadoria!!! A luta das mulheres continuará até que todos os nossos direitos sejam de fato respeitados e assegurados em nossa sociedade. Queremos maior participação política! Queremos o fim da violência contra a mulher! Queremos igualdade no mercado de trabalho! Queremos nossa liberdade assegurada! Queremos amamentar nossas crias onde, quando e como quisermos! Queremos que respeitem as nossas decisões! Enquanto houver uma só desigualdade entre homens e mulheres, continuaremos em luta! Esse é o sentido do 8 de março!

---

Larissa Gaspar – Militante da RAiZ Fortaleza


Compartilhe esse artigo:

Últimas notícias


Pernambuco - 1a Teia Regional do Nordeste

  • 15 de Dezembro de 2017

Para mais detalhes, clique aqui    Leia mais




Carta em defesa da posição histórica do Brasil sobre offsets florestais

  • 18 de Julho de 2017

Organizações sociais brasileiras publicam carta contra as falsas soluções para enfrentamento da crise climática.Leia mais




RAIZ AVANÇA EM SUA 7ª TEIA NACIONAL

  • 22 de Maio de 2017

Realizada em 19 e 20 de maio de 2017, em Fortaleza, a 7ª Teia Nacional Presencial representou um importante momento ...Leia mais

Princípios da RAiZ

UBUNTU

“Eu sou porque você é”, “nós somos porque você é e eu sou”. Importante é a dignidade de todas as pessoas.

Leia mais

TEKO PORÃ

Somos “parte” da natureza e, para nossa própria sobrevivência como espécie, há que romper de uma vez por todas com a ideia de que podemos continuar vivendo “à parte” da natureza.

Leia mais

ECOSSOCIALISMO

Não temos o direito de seguir roubando o futuro dos que estão por vir. Para reverter este processo, o único caminho é a Revolução Ecológica.

Leia mais

CONSENSO PROGRESSIVO

Você sabe o que é Consenso Progressivo ? Veja aqui o GUIA que preparamos.

Leia mais

Entre em contato

© 2017. «Raiz Cidadanista».